Ars curandi Wiki
Advertisement

Rufus de Éfeso


Vida

Médico grego nascido na cidade de Éfeso, Grécia Antiga, “sob o império de Trajano” (97 D.C. - 117 D.C). Também denominado de ‘Rufus de Éfeso’, cuja data de nascimento e morte remontam a meados do último século A. C. e primeiro séc. D.C respectivamente, estudou e praticou a arte médica na sua cidade nativa. Viveu, também, muito tempo no Egipto, em Alexandria. O seu nome, ‘Rufus’, poderia indicar que esteve ligado a Roma, no entanto não é conhecida nenhuma ligação sua com Itália. Sabe-se que todos os seus textos foram escritos na sua língua oficial, grego.

Carreira

Os seus trabalhos denotaram uma excepcional riqueza das suas observações clínicas. Um dos ramos dos seus trabalhos clínicos foi a investigação sobre a melancolia e outras manifestações relacionadas com as emoções. Foi patente o seu cuidado na avaliação das suas observações, nomeadamente na anamnese do doente, sendo estas posteriormente detalhadas no seu livro ‘Questões de um médico (para com os Pacientes)’. Ocupou-se pelo estudo de doenças renais e da bexiga, tornando-se um importante nome na história da nefrologia e da urologia. Mencionou a possível relação entre as doenças de origem parasitária que afectam a bexiga urinária e a possível aparecimento de lesões cancerígenas. Deixou registadas interessantes descrições sobre dissecações. Foi notável o seu estudo da anatomia do olho. Distinguiu nervos motores de nervos sensoriais e estudou, com precisão, entre outras doenças, a lepra e a peste bubónica.

Influência

Nunca esteve envolvido em polémicas e as suas críticas eram extremamente consistentes e objectivas. Em poucas palavras, mesmo no brilhante mundo intelectual do período Helénico, Rufus manteve sempre a sua independência e respeito enquanto figura médica. A sua influência (….)


Obra

O conhecimento de Rufus excedeu, em certas áreas, a do próprio Galeno, sendo por isso extremamente respeitado na sociedade grega e romana. Manteve-se sempre cauteloso quanto às suas declarações públicas, não tendo, no entanto, caído no cepticismo comum da sua época. A amplitude do seu conhecimento e interesses foram reflectidos nos noventa e quatro textos/livros que lhe estão atribuídos. Escreveu alguns destes trabalhos em verso (hexâmeros), de acordo com a tradição didáctica dos poemas médicos da sua altura. Para além do seu interesse em medicina, o alcance dos seus interesses abrangeu temas muito vastos, desde questões sócio-económicas a assuntos escondidos da sociedade, como a disfunção sexual. Alguns exemplos da sua obra são:

  • ‘Por entre doenças do rim e da bexiga’
  • ‘Pelo nome das Partes do Corpo Humano’
  • 'Dependência Sexual e Espermatorreia’
  • ‘Em Doenças Conjuntas’
  • ‘Viver no mar, A compra de Escravos’
  • ‘Unguento para uma Erecção Poderosa’


Bibliografia

  • Gillispie, Charles Coulston, et al, Dictionary od Scientific Biography, Editor in Chief, vol. 11, Charles Sacribner's Sons, NY, 1981, pp 600-603
Advertisement